OFICINA ABERTA: ESTUDO DA NAÇÃO ESTRELA BRILHANTE DE IGARASSU

Texto: Damaris Camata

 

Todos os sábados na Escola Professor Antônio Alves Cruz nos reunimos para brincar o maracatu de baque virado, as oficinas abertas que acontecem a partir das 15 horas tem um espaço livre para que qualquer pessoa possa vivenciar a experiência de tocar maracatu. Além disso, a partir de abril iremos utilizar o espaço da oficina aberta para realizar estudos sobre Nações de Baque Virado. Abril é o mês da Nação Estrela Brilhante de Igarassu. Conheça agora um pouquinho sobre essa Nação!

 

Ensaio da Estrela Brilhante de Igarassu – Mestre Gilmar (ao centro)
Foto: Cainã Reis


Noite de abertura do Carnaval em Igarassu, no Estado de Pernambuco. Os batuqueiros estão reunidos na sede da Nação Estrela Brilhante de Igarassu, localizada na Rua França nº 70, no Sítio Histórico da cidade. As mulheres separando suas roupas para o tradicional arrastão que ocorre pelas ruas da cidade anunciando que o Carnaval vem aí. A boneca Dona Emília, calunga da Nação, devidamente trajada com um vestido cheio de detalhes, aguarda o momento em que sairá a frente da Nação para brincar maracatu. Tio Bel e Mestre Gilmar, filhos de Dona Olga e netos de Dona Mariú, estão atrás dos últimos preparativos para a brincadeira começar.

 

Estrela Brilhante de Igarassu

Estandarte Estrela Brilhante de Igarassu e sua calunga, Dona Emília
Fotos: Cainã Reis

 

Quando a batucada começa é difícil ficar parado! O som inconfundível dos tambores de macaíba do Estrela Brilhante de Igarassu ecoa pelas ruas daquela cidade, onde todos param para ver o maracatu passar. A cada loa tocada, um pouco da história riquíssima dessa Nação é mostrada para o público.

 

Estrela Brilhante de Igarassu

Foto: Cainã Reis

 

Assim como a maior parte dos maracatus pernambucanos, é difícil saber especificamente qual a fundação desse maracatu. A data oficial segundo Dona Mariú, matriarca da Nação, deu-se em 1824 – quando o Estrela Brilhante de Igarassu passou para as mãos de seus pais sendo posteriormente transferida à ela. Dona Mariú participa do maracatu desde os 12 anos e ficou a frente da Nação até sua morte em 2003. Mesmo impossibilitada de andar, Dona Mariú fazia questão de sair com seu maracatu pra rua e passou para seus filhos a tradição e o respeito por essa cultura. Sob as mãos de Dona Olga, que assume junto com seu filho mais novo Gilmar, o comando da Nação e as responsabilidades com a tradição de sua família. Dona Olga faleceu em 2013 mas sua alma e seu legado permanecem vivos sempre que batuqueiros vindos de todos os cantos do país se reúnem em sua casa nos dias de Carnaval para celebrar e brincar o seu maracatu!

 

Estrela Brilhante de Igarassu

Foto: Cainã Reis

 

Quando: 25 de abril a partir das 15 horas

Onde: Projeto Calo na Mão – Escola Estadual Professor Antônio Alves Cruz – São Paulo, SP. Quer saber como chegar: clique aqui.

 

Para saber mais:

TIMARACATU – Estrela Brilhante de Igarassu

Parte 1

Parte 2


Estrela Brilhante de Igarassu Noite dos Tambores Silenciosos 2015

Vídeo 1 

Vídeo 2 

 

Facebook – clique aqui para acessar a fanpage da Nação;

CD no Sons de Pernambuco – clique aqui para conhecer as loas.

 

 

Escrito por Airon Wisniewski

Categorias: Notícias



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agenda Alves Cruz apresentação Baque Virado batizado blocodepedra Bloco de Pedra Bloco de Percussão caldinho de feijão Calo na Mão cineclube Circuito Cultural coco de umbigada Consciência Negra construção construção de instrumentos convenção Dia da Consciência Negra Escola Alves Cruz Festa Junina Grupo Quiloa guadalupe história Letras de Toadas Leão Coroado Maracatu maracatu.org.br Maracatu Bloco de Pedra Maracatu Leão Coroado Maracatu Nação Maracatu São Paulo Mestre Shacon Mestre Walter Nação Porto Rico Olinda parceiros do Bloco de Pedra Porto Rico programação Projeto Calo na Mão Quiloa Recife Santos Sessão Caldinho de Feijão Sábado São Paulo

Desenvolvido com WordPress
Sob uma Licença Creative Commons Créditos