Nossas Toadas

Estas são as toadas do Grupo Maracatu Bloco de Pedra. Fiquem ligados sempre que uma toada nova for acrescentada ao repertório, pois colocaremos as letras aqui!
.
Azul
(Marcio Lozano)
 
Venha ver rua virar mar…
Se estender pela imensidão,
toda a força do meu cantar,
todo azul do meu batalhão.
 
Venha ver! Venha ver!
 
Eu quero ver o chão tremer,
eu quero ver o céu brilhar,
quero ver o bloco na rua
cantando para um tempo novo chegar!
 
 
Filho da casa
(Marcio Lozano)
 
O filho da casa,
vai pelo mundo!
Que o mundo é grande
é bonito de se ver!
 
Mas quando voltar
venha visitar,
que essa casa é sua
e sempre vai caber você!
 
Dona Olga
(Marcio Lozano)
 
Uma estrela acendeu no céu,
uma estrela pra lumiá.
 
Venha ver , ói que lindo!
Venha ver, ói que lindo!
Dona Olga pra nos guiar!
 
 
Mãinha
(Roberta Marangoni / Adaptação: Guga e Marcio)
 
Mãinha… mãinha!
Mãinha…rainha do mar!
 
A rainha voltou com a coroa e com a flor,
saiu do mar azul quando escutou o tambor.
 
A rainha voltou com a coroa e com a flor,
pra saudar o povo, pra guiar o meu tambor. 
 
Balançou, dançou,
rodou, girou.
Força de rainha,
minha herança de nagô.
 
 
Ganga Ary
(Marcio Lozano)
 
Da força do meu Ilê, desse chão.
Vejo sempre renascer num trovão,
O que há de nos guiar, fortes e sãos.
E num canto vindo de além mar… oração.
 
Sou desse povo guerreiro, sou Banto, Gêge, Nagô.
Sou de Cabinda, Piquete, das sementes que negro plantou.
 
Eeee…
 
Ganga Ary há de estar,
Onde eu viver, onde meu canto chegar.
Sou desse povo guerreiro, Monjolo, Mina, Congo.
Sou de Luanda, Lorena, das sementes que negro plantou.
 
 
Dia de Sol
(Marcio Lozano)
 
Um dia de sol, brilhou minha fantasia!
Meu bombo zuou enquanto a tarde caía,
Meu Maracatu formou, fazendo as suas honrarias.
Meu Maracatu formou, fazendo as suas honrarias.
 
Pra lembrar nego véio, Cambinda!
Oi, pra cantar Luanda que ainda ei de alcançar
Trago baque virado e certeiro!
Deus me valha, eu nasci brasileiro pra poder te levar!
 
O vem de lá…
Vem do alto do Sumaré!
O vem de lá…
Para o povo brincar quando quer!
 
 
Oi Luanda, Venha Ver!
(Marcio Lozano)
 
Oi Luanda, venha ver!
Venha ver quem está chegando
Eu sou neto de Angola, filho de Nagô e Bantu
 
Oi Luanda, venha ver!
Venha ver quem está chegando
Eu nasci Brasil a fora, mas herdei os teus encantos
 
Sou Maracatu, não caminho só
Minha história em canto e brinco, no tambor maior
 
Sou Maracatu, não caminho só
Minha história em canto e brinco, no tambor maior.
 
Clique aqui para assistir o vídeo!
 
 
Eu vi Dona Emília
(Marcio Lozano)
 
Eu vi Dona Emília trazendo o seu Maracatu!
Eu vi Dona Emília trazendo o seu Maracatu!
 
Ô brilhou, reluziu a estrela que é de Igarassu!
Ô brilhou, reluziu a estrela que é de Igarassu!
 
 
Mandei Bordar meu Estandarte
(Marcio Lozano)
 
Mandei bordar meu estandarte
De vermelho e amarelo sim senhor
Grato a Dona Simone pela arte
A todos que fizeram sua parte
A negro que não se acovardou
 
Mandei bordar meu estandarte
De vermelho e amarelo sim senhor
Grato a Dona Simone pela arte
A todos que fizeram sua parte
A negro que não se acovardou
 
Ele é tão belo, brilha feito ouro
Tem a história da gente bordada em cada contorno
Ele é tão belo, brilha feito ouro
Tem a história da gente bordada em cada contorno
 
 
Farol
(Marcio Lozano)
 
A noite vem vindo me acende o farol!
Olha o Maracatu que lindo
Sustenta a pisada no tambor maior!
Olha o Maracatu que lindo
Sustenta a pisada no tambor maior!
 
Quem é que disse que é só pelas ruas de Olinda e Recife?
Quem é que disse que é só pelas ruas de Olinda e Recife?
 
No mangue levantou a poeira
Trindade nas ladeiras do Embu
Tainã pro Olho da Rua, olha o baque virado de Maracatu!
No mangue levantou a poeira
Trindade nas ladeiras do Embu
Tainã pro Olho da Rua, olha o baque virado de Maracatu!
 
 
Eu Vou Caminhar (Ah! Dindinha)
(Leandro Medina)
 
Ah! Dindinha,
A maré que vai, a maré que vinha
Que faz meus versos se orferecer, Camará!
Quando amanhecer, tu vai depressa filho meu
Vai correndo pro destino perguntar pra onde eu vou
 
Eu vou caminhar, eu vou caminhar…
Eu vou, você…
Vamos juntos caminhar!
 
Quem me dera que o amor fosse a cor da liberdade
A esperança é verde, onde o sonho é azul.
 
 
Amarelo Ouro
(Marcio Lozano)
 
Amarelo ouro, branco Candomblé
Quem é que sabe dizer: o que é, o que é?!
 
Amarelo ouro, branco Candomblé
Quem é que sabe dizer: o que é, o que é?!
 
Pra brincar esse maracatu,
Vem seguindo a multidão
É mais forte o meu baque virado,
É mais belo o meu pavilhão!
 
Pra brincar esse maracatu,
Vem seguindo a multidão
É mais forte o meu baque virado,
É mais belo o meu pavilhão!
 
 
Homenagem ao Shacon
(Marcio Lozano)
 
Esse baque é lento, foi Shacon que ensinou
É chamado o baque das ondas, assim ele chamou
 
Esse baque é lento, foi Shacon que ensinou
É chamado o baque das ondas, assim ele chamou
 
Esse baque vem de além mar
Foi trazido por Nação Nagô
Esse baque é de Orixá
É toque de tambor!
 
Esse baque vem de além mar
Foi trazido por Nação Nagô
Esse baque é de Orixá
É toque de tambor!
 
Deixa o tambor ecoar
Se espalhar na imensidão
Que esse toque é pra lembrar
A força da tradição!
 
Deixa o tambor ecoar
Se espalhar na imensidão
Que esse toque é pra lembrar
A força da tradição!
 
Clique aqui para assistir o vídeo!
 
 
Lá em Casa
(Marcio Lozano)
 
Lá em casa eu faço bombo
Feito negro fez um dia
Pra replantar a semente, dessa gente, gente minha
 
Lá em casa eu toco bombo
Feito negro fez um dia
Pra replantar a semente, dessa gente, gente minha
 
Lá em casa eu deixo a porta sempre aberta é só chegar!
Com humildade, respeito e coragem pra ficar
 
Lá em casa eu canto a história
Que negro viveu um dia
Pra replantar a semente, dessa gente, gente minha
 
.
Mãe África
(Marcio Lozano)
 
Meu Maracatu chegou, pra arrastar a multidão
Tem a força do tambor, feito prece e oração
 
Meu Maracatu chegou, com a força e o poder
Que Mãe África deixou, pra gente se entender
 
Tem um baque que é forte
Que aponta o norte, a nossa intenção
Tem o rumo da gente
Soprado no apito do meu capitão
 
Tem um baque que é forte,
Que aponta o norte, a nossa intenção
Tem o rumo da gente
Soprado no apito do meu capitão
 
 
Menina da Saia Rodada
(Vinicius Pereira)
 
Menina da saia rodada
Balança que eu quero ver
Essa tarde eu bato bombo forte, só pra te ver!
 
Menina da saia rodada
Balança que eu quero ver
Essa tarde eu bato bombo forte, só pra te ver!
 
 
Meu Baque é semeador
(Marcio Lozano)
 
Meu baque é semeador.
Meu baque é semeador
vai correndo o mundo inteiro,
vai levando o meu tambor!
 
Meu baque é semeador.
Meu baque é semeador
vai correndo o mundo inteiro,
vai levando o meu tambor!
 
Tempo sopra e a semente vai…
Tambor junta essa gente e brota!
Se perguntam o que a gente faz
esse canto é nossa resposta!
 
Meu baque é semeador.
Meu baque é semeador
vai correndo o mundo inteiro,
vai levando o meu tambor!
 
Meu baque é semeador.
Meu baque é semeador
vai correndo o mundo inteiro,
vai levando o meu tambor!
  
 
Nossa Bandeira
(Marcio Lozano)
 
Eu vou subir nossa bandeira
No alto da antena pra mostrar
Onde fica nossa casa, onde é nosso lugar!
.
Eu vou subir nossa bandeira
No alto da antena pra mostrar
Onde fica nossa casa, onde é nosso lugar!
 
De longe vai dar pra ver, bandeira!
Hasteada no topo do Ilê
De longe vai dar pra ver, bandeira!
Lá no alto do Ilê.
 
Clique aqui para assistir o vídeo!
 
 
O Bloco de Pedra Sou Eu
(Shacon Viana)
 
Sou eu, sou eu,
O Bloco de Pedra sou eu!
 
Sou eu, sou eu,
O Bloco de Pedra sou eu!
 
Chega minha gente pode vir tocar
No baque parado das ondas do mar
 
Chega minha gente pode vir tocar
No baque parado das ondas do mar
 
Quando eu toco o tambor é pra todos dançar
No baque parado das ondas do mar
 
Foi o Mestre Shacon quem pediu pra tocar
No baque parado das ondas do mar
 
Olha o baque parado e no baque nagô
Chega meu povo tocando tambor
 
Olha o baque parado e no baque nagô
Chega meu povo tocando tambor
 
 
Oleruê, Oleruá!
(Marcio Lozano)
 
Oleruê, oleruá!
Oi se atenta meu povo, se atenta,
Pra essa loa que eu vim cantar
 
Oi se atenta meu povo, se atenta,
pra essa loa que eu vim cantar
 
É de baque virado
Essa loa!
É de baque virado
Essa loa!
É de Maracatu…
 
Voz dos antepassados que ecoa!
É de baque virado
Essa loa!
É de Maracatu…
 
Clique aqui para assistir o vídeo!
 
 
Ó Pai
(Vinicius Pereira)
 
Ó Pai hoje eu peço ao senhor!
Ó Pai hoje eu peço ao senhor!
 
Proteja o meu Maracatu!
Proteja o meu Maracatu!
 
Que é de baque virado
Vem pedir proteção
Vou bater nesse bombo,
De ombro marcado
De rasgo na mão
 
Vou bater nesse bombo
De ombro marcado
De rasgo na mão
 
Clique aqui para assistir o vídeo!
 
 
Raiou o Sol
(Marcio Lozano)
 
Eu vi nascer um novo dia de alfaias e luzes no olhar
Eu vi nascer um novo dia de alfaias e vozes a cantar
 
Eu vi nascer um novo dia de alfaias e luzes no olhar
Eu vi nascer um novo dia de alfaias e vozes a cantar
 
Raiou o Sol!
Raiou o Sol
Ao som do meu tambor, raiou o Sol!
 
Raiou o Sol,
Ao som do meu tambor, raiou o Sol!
 
 
Vem Subindo a Ladeira
(Marcio Lozano)
 
Vem subindo a ladeira, vem lá!
Vem subindo a ladeira, vem lá!
.
Olha o Bloco de Pedra, vem quem quer brincar!
Olha o Bloco de Pedra, vem quem quer brincar!
 
Chegou, chegou!
Chegou de lá!
Vai ter tambor, ó cambinda, pra gente brincar
 
Chegou, chegou!
Chegou de lá!
Vai ter tambor, ó cambinda, pra gente brincar
 
Clique aqui para assistir o vídeo!
 


12 respostas a Nossas Toadas

  1. airon disse:

    Que ótimo Ana, ficamos muito felizes que mais um pouquinho de cultura foi levado contigo!
    Acompanhe e convide seus amigos neste Carnaval, teremos apresentações todos os dias. Confira aqui nossa programação.

    Grande abraço.

  2. Ana Paula Rodrigues disse:

    Hoje 25/01/2015 vi a apresentação do grupo no Sesc Itaquera, tive o imenso prazer de acompanhar todo o cortejo, fiquei maravilhada, emocionada e muito interessada em saber mais sobre o trabalho do grupo, por isso vim olhar este site e em breve estarei presente apreciando o belíssimo trabalho e ritmo do Maracatu Bloco de Pedra. Sucesso à todos!

  3. Chrisinha disse:

    Olá Vanessa!
    Tudo bem?
    Você pode nos acompanhar por aqui no site ou na nossa página no Facebook http://www.facebook.com/blocodepedra.
    No próximo dia 20/11 estaremos nos apresentando no Museu Afro que fica dentro do Parque do Ibirapuera, as 14H00, será uma evento super bacana, se conseguir apareça.
    Dúvidas fico à disposição.
    Abraços

  4. vanessa luiz disse:

    Ola!!! Gostaria de saber quais são os horários e local de apresentação.

  5. Sonia Sanches disse:

    Não vou perder…Estarei lá no dia das inscrições e tentar me inscrever…Tomara que eu consiga…Ficarei muito feliz…Obrigada por avisar-me…Bjo

  6. Chrisinha disse:

    Olá Sônia, tudo bem?
    Abriremos as inscrições no próximo sábado, dia 31/08/2013 à partir das 12H00, as atividades são gratuitas, não existe limite de idade e não é necessário conhecimento musical.
    Abraços!

  7. Sonia Sanches disse:

    Assisti uma vez a apresentação do Bloco de Pedra no SESC POMPEIA, foi lindoooo demais…Parabéns para todos os integrantes do grupo. Também gostaria muito de fazer parte desta maravilha. O que é preciso? Tem inscrições? Tem limite de idade? Preciso ter conhecimento em música? Por favor, aguardo resposta…Grata!

  8. Gustavo Nunes disse:

    Oi Joyce, tudo bem?
    No nosso site você encontra todas as informações.
    Mas, apareça em nosso projeto na Escola Antonio Alves Cruz, Rua Alves Guimarães, 1511, perto do metrô Sumaré.
    Até lá!

  9. Joyce Sampaio disse:

    Oi, estou apaixonada, queria muito participar das oficinas e aprender a tocar, como faz ? Alguém pode me ajudar nisto ?

  10. Dalva Soares dos Santos Benedito disse:

    Fui conhecer o maracatu que a minha filha tanto falava e confesso fiquei apaixonada.È lindo fiquei com vontade de participar foi maravilhoso.Parabens a todos.

  11. Lindo demais!

    Quero participar das oficinas!!!

    como faço?

  12. Daniel disse:

    Nossa, muito bom o site todo, essa parte das toadas tá muito bacana com os videos! Parabéns a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *